terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O significado oculto do natal da pascoa e do paganismo e o oculto infiltrado no cristianismo.

Graça e paz seja dada a todos em nome de Jesus
Meus amados esse documentario foi extraido do blog wolrd press, nos podemos analizar que, mesmo o diabo ocultando as coisas, ao mesmo tempo ele mostra o que ele oculta, ele mesmo manda os seu soldados revelar o que ele oculta, isso mostra o poder que ele tem de enganar as pessoas, ele torna publico as suas atimanhas, mas mesmo assim as pessoas acreditam nelas, lenbrando que que ele mostra a mentira da verdade depois mostra a verdade da mentira se e que voce pode me etender, e mesmo as pessoas lendo documentarios como este abaixo, ainda continuam comemorando estas datas pagãns como natal, pascoa, dia de finados, semana santa, dia de santos e etc etc etc.
leiam e vejam a verdade oculta do diabo.  irmão Vando Muniz

Sobre o 25 de Dezembro e outras “coincidências”.
Antes de começar a explicar sobre o nascimento dos “Filhos dos deuses”, luzes do mundo, salvadores da humanidade, nesta data, precisamos explicar uma coisa: O chamado Calendário Gregoriano (que contém os meses como os conhecemos) foi promulgado pelo papa Gregório XII em 1582, portanto, nem Jesus nem nenhum dos outros deuses nasceu dia 25 de Dezembro, porque o nome “Dezembro” simplesmente não existia!
O que existe nesta data (25/12) é o chamado Solstício de Inverno. É o ponto máximo do Inverno, onde a noite atinge sua máxima duração e a partir do qual os dias serão gradativamente mais longos, culminando com o Equinócio de Primavera, onde os dias e as noites terão a mesma duração e a partir do qual os dias serão mais longos que as noites. E o simbolismo para esta data (Chamada de Yule ou Noite das Lanternas ou Saturnália ou Solis Invictus) é o nascimento da “criança da luz”, do ventre da Deusa, que irá trazer a esperança.
circle.jpg
Deuses ou heróis que nasceram no Solstício de Inverno (ou 25/12) incluem:
Hórus (filho de Osíris) nasceu da virgem Ísis-Meri, a estrela Sírius nasceu ao Leste para anunciar seu nascimento e ele foi acompanhado por 3 reis (a constelação de Órion). Aos 30, ele foi batizado por Anup e tinha 12 discípulos (já explicado nos ritos Solares AQUI – cada um representa uma constelação); Attis, da Frigia (1200 AC, deus da fertilidade com características semelhantes às de Adonis), Krishna (900 AC), nascido da virgem Devaki, acompanhado da estrela do Leste, Budha (Índia), filho da Virgem Maya, Odin (ou Wodan, deus principal do Panteão Nórdico), Critias (o tio de Platão), Zoroastro (fundador e primeiro sacerdote do Zoroastrismo), Indra (o deus das tempestades que derrota o dragão Asura Vrita, que representava o Inverno), Wittoba (uma das formas de Krishna), Thammuz (Deus solar da Síria, que mais tarde se transformaria em um demônio com a “ajuda” da Igreja Católica), Xamoltis (Deus solar venerado na Trácia), Adad (Síria), Deva Tat (uma das formas de Buda), Alcides (herói de Thebas, conhecido pelos gregos como Hércules e SIM, os doze trabalhos do Hércules estão cada um deles relacionado diretamente com um signo do zodíaco… um dia eu falo sobre eles, mas só para dar um gostinho, o Leão da Nemédia está relacionado com o signo de Leão… ), Cuchulainn (guerreiro celta, nascido na Irlanda e muito famoso nas lendas, nascido “na noite mais fria do inverno”), Thor (filho de Odin, nascido na noite mais fria do Inverno), Cadmus (herói da Grécia), Quetzacoatl (Asteca), Tien ou Tien-mu (deus da prosperidade na China), Adonis (deus grego, filho da virgem Mirra), Ixion (Roma), Prometeu (Aquele que traz a luz, também das lendas gregas), entre outros…
samson.jpg
A história de Sansão é outro aspecto do mito solar. Enquanto o cabelo de Sansão era grande e continuava crescendo, sua força aumentava; Sansão é o Sol, seus cabelos, os raios do Sol. Desde o solstício de inverno, em dezembro, até o solstício de verão, em junho, os raios solares vão crescendo e ganhando em força cada dia. Isto atemoriza os “poderes das trevas”, os meses invernais, os filisteus, porque se esse Doador de Luz. continua, o reino deles terminará. Então conspiram contra Sansão para descobrir em que consiste sua força, se asseguram da cooperação de Dalila, que é o signo de Virgo e quando Sansão, o Sol, passa através deste signo em setembro,diz-se que ele deitou sua cabeça no seio da mulher e a ela confiou seu segredo. Dalila corta seus cabelos, quer dizer, nesta época os raios do Sol se debilitam. Então os filisteus, ou meses invernais, chegam para levar o debilitado gigante para sua prisão, os signos austrais, nos quais está o Sol no inverno. Tiram-lhe os olhos, ou seja, privam-no de sua luz, e por último, levam-no a seu templo, a fortaleza deles, no solstício de inverno. Lá submetem-no a indignidades, crendo terem vencido a luz completamente. Porém, com o restante de suas forças, o acorrentado gigante solar derruba o templo e, embora morra com o esforço despendido, se sobrepõe a seus inimigos, deixando assim lugar para o novo Sol que nascerá para salvar a humanidade do frio e da fome que se seguiriam se permanecesse sempre limitado pelos poderes das trevas, os filisteus, os meses invernais.
Recomendo também a leitura deste texto sobre solstícios e equinócios no site da Fraternidade Rosacruz.
jesus_christ.jpg
A origem dos “apelidos” de Jesus: Luz de Deus, Cordeiro de Deus, Alpha et Omega, Rei dos Reis, etc… conforme a Igreja Católica ia avançando sobre as outras civilizações, ela destruía todos os atributos dos deuses que encontrava pela frente e absorvia estes atributos para seu patrono. Vale notar que estes nomes não foram dados a Jesus ao mesmo tempo, mas no decorrer dos séculos, conforme eles iam passando por cima das outras culturas e absorvendo estes títulos. Portanto, não é uma “coincidência” ou “plágio”… é uma usurpação mesmo.
Ponto numero 2: sobre crucificação. Vocês estão confundindo divindades! Quem é colocado em um baú e mais tarde retalhado em 14 pedaços que foram espalhados pelo Egito foi OSÍRIS, pai de Hórus. Hórus foi tentar vingar seu pai em um conselho presidido pelos deuses, que votam por um combate entre Seth e Horus, e Seth derrota e crucifica Hórus, terminando de matá-lo com uma lança enterrada em seu coração. Toth retira Hórus da cruz (que simboliza a roda astrológica). Em 3 dias ele ressuscita e, com a ajuda de Toth e Ísis, volta a batalhar Seth (esta batalha equilibrada dura até os dias de hoje, todos os dias, com Horus representando o dia e Seth a noite).
No Solstício de Inverno, o sol se aproxima cada vez mais do Sul (no Hemisfério norte), ao mesmo tempo em que as noites se tornam mais longas e o clima se torna mais frio, simbolizados pela morte dos deuses solares e triunfo dos deuses dos Reinos Subterrâneos (em praticamente todas as mitologias). Em dezembro 22, 23 e 24, ele atinge o ponto mais ao sul, quando aparentemente “para” no céu, quase na linha do horizonte (nos países mais ao norte, este período é maior, mas note que, na lenda de Odin e as Runas, Odin se prega em Yggdrasil, a Árvore da Vida, ou seja, é crucificado, por nove dias antes de receber o conhecimento).
Neste dia, o sol permanece exatamente sob a ponta da constelação do Cruzeiro do Sul, para começar a “subir” novamente nos céus a partir de 25 de dezembro, anunciando que o Inverno estaria no fim.
Porém, esta a celebração é feita no Equinócio da Primavera (ou Eoster, ou Easter – Páscoa), que é quando o deus da luz derrota finalmente o deus das trevas (no Equinócio, o dia e a noite possuem a exata mesma duração e a partir do dia seguinte, os dias serão mais longos do que as noites).
No equinócio da primavera, quando o Sol “cruza o equador”, tem lugar a “crucificação”, porque então o Deus Solar começa a dar Sua vida, como alimento, a Seus adoradores, amadurecendo o trigo e a uva que se transformam no “pão e vinho”. Para tal é necessário que deixe o equador e siga Sua marcha ascendente no céu. Similarmente a humanidade nada aproveitaria, em termos espirituais, se seus salvadores com ela permanecessem e, por conseguinte, se vão para os céus como “filhos (ou sóis) de justiça e retidão“, de lá alimentando os fiéis, assim como faz o Sol, com o homem, quando se eleva no céu.
Sobre a Cruz: O Cruzeiro do Sul encontra-se bem próximo do Pólo Sul Celeste, o que faz com que ele só seja visto do hemisfério sul ou de regiões do hemisfério norte bem próximas do equador terrestre.
Mas isso não foi sempre assim. A Terra, além de seus movimentos mais conhecidos de translação e rotação, realiza vários outros movimentos menos notáveis, entre eles o de precessão. Devido a esse movimento, os dois pontos no céu para os quais o eixo de rotação da Terra aponta (os pólos celestes sul e norte) não são fixos em relação às estrelas.
O Pólo Sul Celeste tem se aproximado gradativamente, através dos séculos, do Cruzeiro do Sul; fazendo com que cada vez mais essa constelação seja vista predominantemente do hemisfério sul.
Em 3000 AC o Cruzeiro do Sul podia ser visto até mesmo da região onde hoje se encontra L0ndres. No século I de nossa era, pela última vez o Cruzeiro do Sul podia ser visto de Jerusalém. (Fonte: Observatório UFMG).
As quatro letras que se diz terem sido afixadas na cruz de Cristo, e o método de fixar a data da Páscoa em comemoração ao acontecimento, mostram igualmente o caráter cósmico do fato. As letras I.N.R.I. são comumente interpretadas como significando Jesus Nazarenus Rex Iudaeorum, mas tais letras são também as iniciais hebraicas dos nomes dos quatro elementos: Iam (água), Nour (fogo), Ruach (ar, ou espírito) e Iabeshah (terra). Seria tolice fixar-se a data de aniversário da morte de um indivíduo conforme é fixada a Páscoa, isto é, pelo Sol e pela Lua, a menos que o fato diga respeito a um evento solar e tenha um caráter cósmico, tudo relacionado ao Sol como doador de Luz espiritual e luminar físico.
O número 12 é encontrado ao longo de todas as mitologias: as 12 tribos de Israel, os 12 Trabalhos de Hércules, os 12 Irmãos de José, os 12 Patriarcas de Israel, os 12 Reis de Israel e assim por diante. O capítulo 33 do Deuteronômio, em especial, nos quais as bênçãos de Jacó a seus filhos mostram que estes estavam identificados com os 12 signos do Zodíaco: Simão e Levi representavam o signo de Geminis e o Signo feminino, Virgo, o atribuía Jacó a sua única filha Dinah.Gad, representa o signo de Áries; Issachar, Touro; Benjamin, Câncer; Judá, Léo; Asher, Libra; Dan, Escorpião; José Sagitário; Naftali, Capricórnio; Rubens, Aquário; e Zebulom, Peixes. As quatro esposas são as quatro fases da Lua e Jacó é o Sol.
A cruz com o círculo ao redor nada mais é do que a cruz que simboliza as Casas Astrológicas, dividida em 4 partes que representam as 4 estações.
tema_130_1158067053_2814206.jpg
As Eras: A cada aproximadamente 2150 anos, durante o Equinócio da Primavera (Primeiro dia do Zodíaco e começo do signo de Áries), o sol vai nascer em uma constelação diferente do zodíaco. Isto é conhecido como a Precessão dos Equinócios, e tem a ver com a lenta oscilação que a Terra apresenta sobre seu eixo. Este período também é conhecido como as Precessões (chamadas assim porque as constelações parecem seguir ao contrário do normal) e o tempo que demora para perfazer um ciclo completo é de 25.765 anos. Cada 2150 é conhecido como “Era” ou “Eon”.
De 4300 AC a 2150 AC foi a chamada “Era de Touro”, de 2150 AC a 0 foi a chamada “Era de Áries” ou “carneiro”, de 0 AC até 2150 DC é a “Era de Peixes” e a partir de 2150 será a tão famosa “Era de Aquário”.
Na Bíblia, a passagem simbólica dos dez mandamentos (eu avisei que o Pentateuco é totalmente simbólico, não avisei?), quando Moisés desce com os mandamentos e avista o povo venerando o Bezerro de Ouro, Moisés simboliza a nova Era de Áries enquanto os “antigos deuses” da Era de Touro deveriam ser deixados para trás.
Durante a Grécia, deuses e monstros ligados com o Touro eram extremamente comuns, entre eles os bois de Poseidon, a lenda do Minotauro, os Trabalhos de Hércules a respeito dos Bois de Gedeão, as vacas e touros sagrados no Egito e assim por diante.
A próxima Era é a de Áries, que é representada pelo carneiro, mais notadamente pelo “Velo de Ouro” na história clássica “Jasão e o Velo de Ouro”… note a coincidência entre Bezerro de Ouro e Carneiro de Ouro nas duas lendas que marcam o final de cada uma das Eras.
dp07.jpg
No Novo Testamento, o símbolo de Peixes é citado diversas vezes: Quando Jesus procura seus apóstolos, ele encontra pescadores; quando prega no monte das Oliveiras, ele alimenta toda uma multidão com pães e peixes (Mateus 14:17), além do próprio símbolo adotado pela Igreja Católica (ver ao lado)…
O símbolo do peixe cristão representa a mediunidade, ou seja, o intermediário entre o mundo astral (onde estão os espíritos e os sonhos) e o mundo material, chamado também de Vesica-Pisces, formado pela intersecção de duas circunferências. Um símbolo ocultista muito usado por magos e astrólogos.
jesus.jpg
Quando perguntam a quem deveriam seguir quando Jesus fosse embora, ele responde:
“Quando entrardes na cidade, sair-vos-á ao encontro um homem, levando um cântaro de água; segui-o até a casa em que ele entrar” (Lucas 22:10). O símbolo astrológico de Aquário é um homem carregando um cântaro de água. Esta passagem nada mais diz do que a transição entre a Era de Peixes e a Era de Aquário.
Lilianfono – A quem interessa desmistificar a Imagem de Jesus? Deveria interessar aos próprios católicos e evangélicos, as principais vítimas deste estelionato espiritual. Se eu fosse católico, gostaria de conhecer a história da religião para ver se não estou sendo enganado por um conto do vigário de 1600 anos.
maryandhorus.jpg
Matheus – Isis é virgem porque ela concebe Hórus quando Osíris estava em pedaços e quando ela consegue reunir os pedaços de Osíris fica faltando justamente o pênis dele, então ela pede a Nef que faça uma magia para que ela consiga ter o filho e, desta maneira, consegue ter Hórus e manter sua virgindade intacta. Tanto Rá quanto Hórus tinham o Falcão como símbolo.
Jean Cocteau – Foi Grão Mestre de uma Ordem secreta fascinante chamada Priorado do Sião, que muitos acham até hoje que foi uma “farsa inventada por Plantard e cia na década de 70”… Se não me engano, o Dan Brown falou sobre ele no Código DaVinci também. Grande Artista. Tem MUITA coisa iniciática e muitas mensagens escondida nas obras dele.
Krueger – Sobre o filme Matrix. Totalmente gnóstico. Dedicarei um post inteiro só sobre este filme um dia.
GusNoal - Sobre o vídeo “Loose Change”. AQUI está o link. Sugiro que separem mais 89 minutos da vossa vida para assistir que vale a pena, e compare-o com a segunda parte do Zeitgeist. Pena que não consegui ele legendado.
Tamiris – Pode copiar meus textos pra qualquer blog que quiser, basta colocar um link pro texto original no Sedentário. E se alguém se dispuser a fazer uma versão PDF com o conteúdo das matérias, eu dou um jeito de hospedá-la no site da Daemon para deixar sempre disponível estes textos.
Ryuevil – Se as colunas da Teoria da Conspiração parecem coisas “misturebas de Kurumada”, então devem estar cheias de contradições, não é mesmo?… pois bem, eu desafio você a achar UMA contradição em tudo o que eu escrevi até hoje aqui. Coloque UMA coisa que eu disse e depois me contradisse…
Pedro Henrique – Assassinato do John Lennon. Não sei. Nunca li nada sobre isso… sorry.
AcauaSilva – Muito bom este texto que você recomendou sobre Lúcifer… Para quem quiser ler, vai estragar algumas surpresas futuras da coluna, mas concordo bastante com o que está escrito nele.
João P. – Sobre os dias da semana. Sim, os dias da semana são dedicados aos deuses, mas as referências corretas são: Domingo é dia do SOL (Sun-day), Segunda é dia da Lua (Moon-day), Terça é dia de Marte (Mardi, do francês), Quarta é dia de Mercúrio (Miércoles, do espanhol), Quinta é dia de Júpiter (Giovedi, Jueves, Die Jovi), Sexta é dia de Vênus (Vendredi, Freitag, Friday) e Sábado é dia de Saturno (Saturn-day)
Tobias Felipe – Sobre Paranóia e consultar um psicólogo. Eu já converso com uma psicóloga quase todos os dias. Já até a convenci a tentar alguns rituais junto comigo. E tenho muitos amigos rosacruzes que são psicólogos e psiquiatras… Alias, um dos coordenadores da área de Neurocirurgia do Hospital das Clínicas é meu irmão gêmeo de maçonaria e um dos coordenadores-chefes da área de Psiquiatria é meu frater na AMORC. Pode ficar relaxado que estou bem cercado de profissionais competentes.
Alex Camilo de Melo – Sobre o Zeitgeist ser “superficial”… bem, é um documentário com 1h… e tem de ser acessível. O objetivo dele é outro, é explicar sem complicar, porém colocando os fatos. Quem quiser verificar vai correr atrás, ai sim você encontra uma tonelada de livros de referência, mas se ele fosse colocar as cosias que eu vejo, teria de ser um documentário chatíssimo com 5h de duração esclarecendo ponto por ponto… Até agora, só por causa dos links daqui, conseguimos mais de 30.000 visitas no youtube… quantas teríamos conseguido se fosse um documentário do tipo “telecurso III grau?”. Você tem de adaptar a mídia a quem vai receber a informação, ou você acha que eu escrevo textos com esta informalidade quando faço meus relatórios de pesquisa ritualística para a Maçonaria, por exemplo?
Bolívar – Sobre a Hóstia. Não… a origem dela vem do “Bolo Solar” ou “Pão solar”, que é um bolo feito de milho que era dividido entre os sacerdotes egípcios depois das celebrações, representando a comunhão com o elemento Terra (assim como o vinho representa a comunhão com o elemento Água), que deu origem a muitas coisas ritualísticas até os dias de hoje (entre elas o “copo d´água” que quem tiver de entender vai entender… ). Acho isto extremamente interessante e vou fazer um post só sobre “comida e magia e rituais” ano que vem!
João – Entra em contato com o Eightbits ou o Dunquian que eles me encaminham. Eu já sei qual é a sua dúvida. A resposta você vai encontrar comparando o rito Adonhiramita com o REAA, especialmente a corda de 81 nós.
Pt – Homens e mulheres de 4 braços, 4 pernas nas lendas gregas… não me lembro de ter visto essa lenda em lugar nenhum. Se você está falando do hermafrodita (filho de Hermes e Afrodite), ele tinha 2 braços e duas pernas… (Update – Alex Camilo Neto disse que pode ser encontrado no texto “O Banquete“, de Platão).
Thibas… pô… você foi na Palestra e nem pra falar comigo depois???
Marcos – Sobre o “Venha a nós o Vosso Reino”. É uma frase totalmente Kabbalista. Significa trazer o Keter (Deus, a essência divina) para dentro de Nós (Malkuth, a terra, o Reino). Ela equivale a outra frase “Meu Reino não é deste mundo” (João 19,36)
Rubens – Existe sim. A gente a conhece como Grande Arquiteto do Universo.
Rodrigo – Sobre a história do Surf. Cara… eu nunca pesquisei, mas sei que tinha a ver com rituais religiosos sim. E não seria tão absurdo supor isso não, porque o Mar é uma das maiores fontes de limpeza de energias astrais do planeta. Quanto a aprender a surfar… adoraria. De repente, se tiver algum leitor que esteja na Riviera de São Lourenço do dia 28/12 até 2/1 a gente pode se encontrar pra tomar umas cervejas e conversar sobre isso.
dude.jpg
TH13 – Sobre o Michael Moore e o Firenheit 9/11… pô, o Moore é um gordinho bacana. Lê o livro dele que é mais embasado que o filme, tem muito mais dados e de onde ele tirou cada coisa lá (o livro é “Dude, where is my country?” ).
Pedro – Sobre o Castañeda. Li só a “Yaqui Way of Knowledge”, “Magical passes” e “Art of Dreaming” dele, mas achei o cara muito bom. Minhas amigas costumam gostar muito dos textos dele, embora não sema muito simples de se entender. Ainda estou com o “the Power of Silence” pra ler mas ta meio no fim da fila e ainda devo demorar uns meses pra ler…
Rafael – Por algum acaso eu passei algum exercício desse tipo? Acho que não. E se passei para as mulheres e não passei para os homens, é porque deve ter algum motivo. Então volte para o começo e faça 30 vezes cada um dos dois exercícios que passei antes de se meter a fazer invencionices esquisotéricas punhetais.
Maníaco da Caneta: 1) não sei responder, mas perguntei em uma lista, talvez consiga algo esse ano. 2) Sim, traçam, e 3) Sim, lágrimas podem ser usadas, mas são apenas o produto final de uma EMOÇÂO maior que as causou, então o que vale mesmo seria a emoção que as originou.
Gusk – Sim, as egrégoras criadas a respeito de um ser que ainda esteja vivo (como um Mick Jagger ou Madonna da vida) interferem na maneira de ser da pessoa. Se ela não souber lidar com isso, é muito fácil descambar para a imagem ilusória criada a partir desta pessoa e o “mito” se mistura com a realidade.
Kazé – Não vou copiar tudo aqui, mas SIM, eu concordo com o que você falou. Alguma dessas igrejas caça-níqueis fazem sua parte… mas apenas como uma maneira de manter os prisioneiros felizes e evitar que eles levem seu dinheiro para outra freguesia. A partir do momento que “pastor” virou sinônimo de “emprego”, acabou qualquer sentido ético.
2) concordo também… o feminismo da maneira como foi colocado nada mais está sendo que uma “masculinização da mulher”. Ao invés de irem para o sagrado feminino, as feministas desceram ao mesmo nível podre dos homens, pegando as piores características do gado masculino para elas… triste isso.
Kaoue – Quase isso…
Fly – sobre apagar posts. Não apagamos posts… tanto que eu deixo aberto pros céticos criticarem à vontade, desde que embasados. Agora, posts com xingamentos gratuitos, o Dunquian e o Eightbits apagam mesmo, porque não agregam nada… (aliás, lembrei agora que a palavra agregar significa “juntar à egrégora). O que não deve ter sido o seu caso, deve ter sido algo da mudança dos servidores mesmo.
Ainda vou pesquisar mais sobre o planeta Nibiru. De qualquer maneira, fica o link pro blog do Fly AQUI.
Leo - Se o lance do bode significar o satã foi criado pela igreja católica para destruir a imagem de Pan e dos rituais relacionados a ele, por que que usam cabeças/ sangue de bode para rituais ’satânicos’?
Ei ei ei… Eles? Quem é “eles”, cara-pálida? Eles a Igreja Católica? Eles, os “satanistas”? Olha… eu conheço alguns satanistas sérios e nunca vi eles sacrificarem nenhum animal. Aliás, eu tenho todos os manuais e livros iniciáticos da “Church of Satan”, “Order of Nine Angles”, “Temple of Seth”, “Dragon Rouge”, “Temple of Black Light” e mais umas outras… nenhuma delas fala em nenhum tipo de sacrifício de animal. A ONA até menciona em alguns textos o sacrifício humano, mas não é literal, é o sacrifício da personalidade… na real, os “satanistas de Orkut” não passam de um bando de adolescentes punheteiros revoltados com os evangélicos, que ficam escrevendo “ow, eu sou malvadão… eu uso o pentagrama de cabeça pra baixo...” e acham que vão impressionar alguém com isso.
Agora… se você está confundindo com Kiumbanda (popularmente conhecida como Quimbanda)… ai é OUTRA história… esses caras eu respeito. Só que as oferendas são para os Kiubas (espíritos obsessores realmente evils). Para o Exú (que os evangélicos se borram de medo) usa-se farofa de milho, cebola e pimenta.
Também pode estar confundindo com o ritual do sacrifício do “bode de Expiação”, que também é OUTRA história. Outro dia eu conto essa porque é longa, mas ela que deu origem ao termo “bode expiatório”.
Ano que vem eu estou preparando um post só para desmistificar esse lance de demônios e satanismo aqui pro povo do Sedentário.
Kelly – Oi minha fofa… vou colocar você e o Thibas no caderninho, porque foram na palestra e nem para falar comigo depois… Vou responder só a segunda pergunta, as outras eu coloco em posts futuros: Aquele texto criticando astrologia não tem como ser levado a sério logo no começo o autor coloca que “a influência GRAVITACIONAL dos planetas nas pessoas estudadas pela astrologia blá blá blá… “ Já dá pra ver que o cara não faz a MENOR idéia do que está criticando, está xingando baseado em vento…
Crianças Indigo – prometo que falo mais delas em breve… é que estou juntando mais material pra fazer um post só com elas e com as crianças cristais.
Frendz – 1) sim, algo parecido com isso… 2) Não pude visitar ainda, 3) o Alexandre Cumino, Rubens Sarraceni e Waldyr Persona fazem parte da mesma loja Maçônica que eu. Isso responde a sua pergunta?
raymond.jpg
Tácio – Não fui “eu” que identifiquei… são os comentários que rola a boca miúda quando acontecem certas coisas no mundo profano. Eu só coloco aqui na coluna porque ninguém vai acreditar mesmo, então qualquer coisa eu falo que era ficção e tudo fica por isso mesmo. Do “lado Bom”, existe uma suspeita do Raymond Bernard (já falecido, pai do Christian Bernard, atual Imperator da AMORC no mundo) ter sido um dos 72 good guys, mas são especulações. O problema do “lado bom” é que esses caras são, além de tudo, modestos e humildes, e não fazem nenhuma questão do título que possuem… você nunca vai encontrar alguém batendo no peito e falando “eu sou um dos 72″… De qualquer forma, as obras sensacionais que Raymond nos deixou já valeriam uma indicação.
Preguiça – Você também faz parte da A.’. A.’. – Cara, eu ia fazer, mas sabe como é… a gente bebe muito Wisky nas comemorações do Rito Escocês e não tem como conciliar (risos).
Polilo e Daniel Martins Silva – Vocês foram os que chegaram mais perto até agora…
Akashi – Sobre Aldous Huxley. Filho pródigo da família Huxley. Leia “Admirável Mundo Novo” também (ou veja o filme se tiver preguiça de ler). Os céticos adoravam o pai dele porque ele era conhecido como o “bulldogue de Darwin”, mas ai o filho começou a escrever sobre ocultismo e “percepções da mente” e ai já viu, né? Histeria cética em cima do rapaz…
Felipe, Tijolo Voador – Proporção divina na Câmara dos Reis… sim, existe… mas você consegue ela sem precisar da altura, então só meio-certo pra você.
Alguém – Mantém o tronco ereto que está ok.
Felipe Decoy – Sobre King Mob. Na verdade, a citação é sobre o King Mob (grupo de anarquistas de 1960), que por sua vez se basearam nas revoltas de 1780, nas quais os revoltosos assinavam “Sua majestade, o rei Mob (Mob em inglês quer dizer “turba” ou “gangue”), que o irmão Grant Morrison usou como inspiração para se basear e criar o KM dos “Invisibles”. Que, por sinal, é uma das melhores HQs de todos os tempos, cheia de informações sérias escondidas nela…
Mas afinal de contas, existiu um Jesus “de carne e osso”? Ele foi recebido por três Magos? Estudou no Egito? Fazia Milagres? Transformou Água em Vinho? Foi Crucificado? Foi casado com Maria Madalena? Teve 3 filhos? Escapou da crucificação? Morreu na Caxemira? A resposta para todas estas perguntas é… SIM, e terei o maior prazer em explicar cada uma das respostas nas colunas do ano quevem.

Meus amados respodendo esse herege, Jesus não existiu ele existe e vivo e podereso para sempre amem.
A palavra correta dos três visitantes não e magos, mas sim sábios eles recebeu a visita dos três reis sábios, ele não estudou no egito, ele não fazia miagres ele faz milagres hoje amanham e para todo o sempre,ele não foi casado nem nunca tocou em mulher alguma, não teve filhos, e foi sim morto a estaca de tortura, e não foi na caxemira, ele não vai explicar isso que ele ta dizendo ai em cima porque isso não tem explicação entre acredita nele e nas sagradas escrituras prefiro ficar com as sagradas escrituras, pois elas que testificam de Jesus.João (5:39) Deus abençõe a todos. irmao Vando Muniz.

3 comentários:

Jade Zaniboni disse...

Sinceramente, é muita ignorância. Muito antes do cristianismo já se celebravam Solstícios e Equinócios. Tenho muito orgulho de ser pagã. Essa lavagem cerebral que foi feita em vocês é muito engraçada daqui, vista de fora. Mas eu não pretendo perder meu tempo explicando o bom e velho Paganismo pra vocês, queridos alienados. Ah, e pro Blogueiro: Seria bom resolver esse seu probleminha de contradição. Porque algo que foi crucificado, morto e sepultado não pode estar vivo. AHHAHAHAHAHAHAHA Não me venha com essa. Diga-me que a energia dele vive, seus ensinamentos.. Agora, O PRÓPRIO? Só por isso vou viajar até o calvário e ver se tiro ele daquela caverna, deve estar uma droga ficar preso tanto tempo. Boa noite. Durmam bem e leiam mais (:

Jade Zaniboni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Igreja de Deus na Bahia disse...

Minha amada JADE, nos sabemos que solstício e equinócios e muito antigo, mas não e antes do Cristianismo, por que o verdadeiro CRISTO e pré-existente, então a ignorância e sua,e modestia parte eu conheço o paganismo muito mais que você por que conheço os dois lado do paganismo,você so conhece o lado formado e não o lado oculto. Não temos nada contra pagãos, mas na realidade a lavagem celebral foi feita em você.Tudo bem você tem livre arbitrio de escolha pra crê em que você quiser, embora sua decisão errada possa te leva a condenção eterna.Deus te abençõe.